Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Micropaisagem

Micropaisagem

19
Jun17

A perspectiva impopular

De quase todos os cantos surge a sentença de que estamos a viver um período de pesadelo. Os mais velhos dizem que tudo está pior, os de meia-idade dizem-se desiludidos e os mais novos parecem estar à deriva e são dados como sem esperança.

Ataques terroristas e aquecimento global, escassez de emprego e de dinheiro, quebra de confiança nas instituições democráticas e notícias de corrupção, tudo a correr em mensagens muito rápidas como legendas num filme de televisão.

As ondas de aflições, condenações e indignações de hoje não deixarão rasto visível quando as de amanhã lamberem a praia empurradas pela maré. Entretanto, as marcas ficam, anónimas, a força da água desgastando vez após vez a certeza e o otimismo e alimentando a ansiedade.

E, no entanto, nunca se viveu melhor. Sei-o enquanto sinto a água quente, a comida no frigorífico, o automóvel à porta, as minhas crianças acarinhadas e protegidas pela medicina, os tempos de lazer que possuo, as máquinas em casa que simplificam a vida, a informação disponível e a cultura tão diversa a tão poucos passos de curiosidade.

Penso nisto enquanto estou na estação do comboio, esperando um transporte à hora certa com destino a muitos quilómetros de distância, sem medo que alguém me faça mal ou seja violento comigo, ouvindo Vivaldi, escolhido entre as centenas de música no ipod. Não existem animais selvagens por perto, a tecnologia promete a maior revolução de sempre nas vidas humanas e dizem-me que, correndo tudo razoavelmente bem, poderei contar com mais cerca de 40 anos de vida.

Comparando com há 100 anos atrás, hoje mais de metade das crianças já não morre antes dos 3 anos de idade. As principais doenças de contágio estão erradicadas e não são mortais. Trabalha-se oito horas por dia e há dois dias de descanso por semana. A televisão e a internet dão entretenimento e cultura. A eletricidade é omnipresente e a escuridão passou a ser só uma opção.

Sim, a escuridão passou a ser só uma opção. 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D